terça-feira, 4 de setembro de 2012

Porquês

Porque tem tudo de ser tão difícil?
Porque temos de estar longe um do outro, se o que queremos é estar juntos? (é, não é?)
Porque raio as mudanças que introduziram nos concursos te deixaram de fora?
Porque é que aluguei uma casa a meias, se o que quero é estar contigo, sem mais ninguém?
Porque é que temos de passar dias separados?

Porque motivo me zango, amuo, chateio, resmungo, falo alto, com maus modos para ti, se o que eu quero é abraçar-te, dar-te mimos, ter a tua companhia, sentir o teu carinho, o teu cheiro, ouvir o teu riso e a tua expressão de menina travessa?

Porque é que não sou capaz de perceber e entender que tu também estás triste por tantos motivos e que por isso, tal como eu, não te apetece fazer nada, nem ligar para ninguém, nem tratar de papéis, nem de consultas, nem coisa alguma? Porque é que fervo em tão pouca água?

Porque é que sinto raiva cá dentro? Raiva deste pseudo-sistema que exclui tantos dos bons e permite que tantos dos não tão bons continuem? Porque é que no meu país, tenho de me sentir satisfeito por ter obtido colocação a 350km de casa? Porque é que hoje em dia ter um emprego, trabalho, é um privilégio?

Porque é que tenho de estar feliz pelo que tenho se, quando olho à minha volta, não tenho o que mais preciso?

2 comentários:

  1. Bolas... já não estás na idade dos porquês :)
    E se te concentrasses nas coisas positivas? Essas sim valem a pena... e são as que nos fazem felizes!!
    Bjs :)(:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério que vou tentar. Mesmo a sério!
      Bjs

      Eliminar